Novos:
Timo e suas emoções -- "Texto: Cristiane Rocha Há algum tempo venho me interessando pela enorme importância da ..." -- 05 Abril 2017
5 dicas para atrair CLIENTES -- "Texto: Yasmim Botelho A “lei da atração”, você já ouviu falar? Ela já existe há muitos ..." -- 24 Outubro 2017
7 passos para lançar um produto com sucesso -- "Para começar, é preciso ter em mente que nenhum produto se vende sozinho. Toda empresa, ..." -- 12 Janeiro 2016
A beleza além do tempo -- "Texto: Cristiane Rocha   A beleza está nos olhos de quem vê". Essa frase hoje pode soar ..." -- 06 Janeiro 2017
A complexidade da Barreira Cutânea: Um olhar diferenciado! -- "Texto: Nathalie Souza A epiderme é a camada mais superficial da pele, formada por 4/5 ..." -- 14 Janeiro 2016
A importância da avaliação na estética -- "Texto: Cristiane Rocha. Atualmente, ouço relatos de pessoas  que se submetem a diversos ..." -- 10 Junho 2016
A importância dos cuidados pré e pós operatório -- "O ultrassom atua no tratamento de afecções cutâneas como também na prevenção de ..." -- 23 Agosto 2017
A melhor tecnologia para seu Centro de Estética melhora sua imagem -- "Da mesma forma que é importante que seu negócio de estética esteja na vanguarda quando o ..." -- 12 Janeiro 2016
A Saga de um Melasma. -- "Texto: Bárbara Vieira. Quando falamos de hipercromias faciais, nada mais “assustador” ..." -- 16 Janeiro 2016
A sensibilidade dos melanócitos e as discromias -- "Texto: Nathalie Souza Os melanócitos são células presentes no nosso corpo, onde sua ..." -- 14 Janeiro 2016

 Por : Jefferson Assandre

Indicação: peles com biótipo cutâneo oleoso e com tendência a acne, em especial peles masculinas. Pode ser feito em peles maduras.

Frequência: A cada 21 dias ou alternando com tratamento proposto pelo profissional.

Duração: 1h20

1ª Etapa: Higienização com ação germicida (Álcool 70% em gel) das mãos do cliente e profissional.

1º Passo: Utilizar um gel antisséptico sobre a pele do cliente, com o intuito de controlar a carga bacteriana na pele, por 2 ou 3 minutos sobre face, pescoço e colo. Esse passo é primordial em uma limpeza de pele lipídica/acneica para termos uma descontaminação da flora cutânea.  Dica: Podemos substituir o gel antisséptico pela Alta Frequência ou pelo LED Azul por toda a face durante 3 minutos. E para aperfeiçoar o resultado, use ambos.

 

2º Passo: Sabonete líquido contendo sinergia dos AHA´s (alfa-hidroxiácidos ou ácido salicílico) principalmente, os de maior capacidade queratolitica (esfoliante), como o ácido glicólico e o ácido salicílico, por 2 ou 3 minutos em movimentos leves e circulares sobre face, pescoço e colo.

Dica: Se a pele apresentar-se apenas oleosa podemos utilizar apenas o glicólico com 7% ou 10%. Caso esteja com presença da acne, interessante utilizar o ácido salicílico com concentrações que variam de 0,5 a 2% onde já temos seu efeito comedolitico e antibacteriano. O ácido salicílico apresenta capacidade de penetrar nos óstios (canal de abertura da glândula sebácea) removendo o excesso de queratina e sebo que obstrui o canal, facilitando a limpeza da pele, apresenta também caráter menos irritativo em relação ao glicólico. 

IMPORTANTE: a pele deve estar completamente seca, ou seja, sem estar umidificada ou mesmo molhada, pois se pele estiver molhada irá neutralizar a função do ácido e perdemos a ação do mesmo.

 

3º Passo: Utilizar loção tônica hidratante por toda face, pescoço e colo. A ideia de a loção tônica ser hidratante e não adstringente, é pelo fato que nos passos anteriores sensibilizamos muito a pele, é faz se necessário melhorar a condição do pH hídrico da pele, reequilibrando o manto hidrolipidico. Podemos utilizar uma loção contendo ácido hialurônico, ômegas 3 e 6, algas marinhas, Zinco-PCA, alantoína e outros.

 

4º Passo: Realizar em toda face, pescoço e colo a técnica de Drenagem Linfática Manual (DLM). Lembrar de efetuar o bombeamento ou abertura dos gânglios linfáticos durante o tempo necessário. A DLM facilita a eliminação de toxinas e material pesado, como os catabólitos, favorecendo o efeito de desintoxicação celular e melhorando a condição da circulação venoso-linfática. 

 

5º Passo: Emoliência. Esta etapa pode ser feita de diferentes formas, com diferentes técnicas. Importante ressaltar o tempo de permanência que o cliente fica com a máscara térmica ou o vapor de ozônio, que neste protocolo, pode variar de 5 a 10 minutos conforme o biótipo cutâneo.

Também devemos levar em consideração, que a emoliência, é um método que facilita da pele, facilitando com que o tecido fique mais macio ou mesmo amolecido, através de uma combinação de água e óleo que amacia e suaviza a pele.

Dica: Podemos utilizar um creme emoliente nas regiões centrais da face e associar compressas de algodão ou máscaras de TNT biodegradáveis e descartáveis (obviamente) embebidas em solução emoliente.

Ativos emolientes eficazes:

-Salicilato de Metila

-Trietanolamina

-Estearato de octila

-Arginina

-Óleo de Calêndula

 

6º Passo: Extração manual e com auxilio de instrumentos de costume do profissional. Evite usar apenas os instrumentos, coloque seus dedos em ação!

 Cuidado: Não podemos fazer extração de pápulas (lesões avermelhadas e elevadas, porém sem a presença de whitehead (“cabeça branca”, não apresentando fluido ou pus inflamatório, impossível de ser eliminada pela extração manual)

7º Passo: Realizar a assepsia da pele, com um tônico calmante e antisséptico, contendo em sua formulação com ativos calmantes, como azuleno e ativos antissépticos como o própolis. E outros de sua preferência.

8º Passo: Utilizar o alta-frequênca ou LED Azul e Laser Vermelho sobre toda região manipulada. Onde iremos acelerar o processo de reparo tecidual, eliminar carga bacteriana, aumentar a retenção hídrica e diminuir a hiperemia intensa pós extração.

Dica: Podemos utilizar com a alta freqüência ativos em géis com finalidade cicatrizante. Onde gotejamos sobre a pele e logo em seguida aplicamos com cautela a alta freqüência, onde teremos uma permeação maior do produto. E com o LED/Laser de baixa potência podemos utilizar os cosméticos fotoativadores específicos para a necessidade do momento.

9º Passo: Máscara Desintoxicante. Aplicar uma máscara com capacidade desintoxicante associada a 1 ou 2 gotas de óleo essencial de melaleuca (Tea Tree) e aplicar na face, pescoço e colo. Deixar agir por 15 a 20 minutos e remover completamente. Podemos associar com argiloterapia, em especial, a argila verde que é rica em silício orgânio e zinco atuando como um seborregulador, bactericida, cicatrizante, repõe a quantidade de silício orgânico, mineral importante na reconstrução do tecido conjuntivo. 

Lembrando que a argila só apresenta eficácia quando é umedecida, onde a mesma ativa suas propriedades especiais.

10º Passo: Utilizar um serum ou elixir com alta poder hidratante e antioxidante, que apresenta formulação-base ideal para o tipo de pele deste protocolo. Podemos abusar das vitaminas A, C e E e seus derivados nanotecnologicos, bem como, ácido hialurônico vetorizado, oligoelementos e extratos de plantas. Com movimentos delicados e suaves sobre a pele.

 

11º Passo: Para finalizar, utilizamos um filtro solar de efeito mate, oil-free e com fotoproteção com FPS 30. Podemos usar formulações leves, como os fluidos, que apresentam rápida secagem e efeito leve para pele.

 

Espero que tenham gostado!

Forte abraço,

Jeff 

 

  • Prev
  • Colunistas
Template Settings
Select color sample for all parameters
Red Green Olive Sienna Teal Dark_blue
Background Color
Text Color
Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction
Scroll to top